emagrecimento

5 hábitos que atrapalham o emagrecimento

As pessoas que estão em busca de um processo de emagrecimento saudável devem abrir mão das dietas mirabolantes, dos achismos e dos remédios disponíveis no mercado. Por quê?

Porque, na maioria das vezes, essas coisas não são capazes de oferecer os resultados desejados — e podem provocar o temido efeito sanfona, comum quando o corpo sofre o impacto de dietas restritivas ou hábitos inadequados.

Neste artigo, falaremos um pouco sobre as práticas que atrapalham aqueles que estão em busca de mais qualidade de vida e que desejam perder peso de forma inteligente e, principalmente, fácil de ser mantida. Se esse assunto lhe interessa, prossiga com a leitura deste texto.

O que prejudica o emagrecimento?

Existem alguns fatores que podem fazer com que as pessoas tenham dificuldade para emagrecer. Dentre os mais comuns, estão os apresentados abaixo.

1# Restrições

Quando você adota uma dieta restritiva de uma hora para a outra, pode até ver resultados depressa. Isso acontece porque o corpo leva um “choque”.

O problema é que, se o seu organismo não receber a quantidade de comida ou nutrientes de que precisa, entrará em estado de alerta. Isso fará com que o seu metabolismo fique mais lento e que você recupere o peso assim que reinserir alimentos outrora retirados da dieta.

2# Compulsão alimentar

Curiosamente, esse problema está associado às dietas restritivas sobre as quais acabamos de falar. Quando nos impedimos de comer alimentos que nos geram prazer, limitamos as nossas atividades sociais para não “cair na tentação” e afins. Assim, geramos grandes frustrações e bastante ansiedade.

Esses fatores são capazes de gerar compulsões diversas, que incluem exceder na quantidade de açúcar, comer sobremesas pesadas por 1 semana inteira depois de 1 mês de alimentação diferenciada, etc. Mais frustração acontece, e o ciclo se repete.

3# Ausência de exercício físico

Alterar a alimentação é o 1º passo para quem deseja emagrecer. Se o indivíduo não fizer exercícios, no entanto, terá resultados bem menos atraentes e poderá se sentir frustrado.

A atividade física é excelente porque condiciona o corpo, fortalece os músculos, diminui dores diversas, aumenta a disposição e a energia e, além de tudo, turbina o emagrecimento.

4# Períodos de jejum sem preparação

Alguns adeptos da dieta low carb têm o costume de fazer o jejum intermitente, que é um processo por meio do qual a pessoa fica sem comer por um tempo específico, ingerindo apenas chás, café sem açúcar ou água.

Esse tipo de prática não deve ser feita sem o acompanhamento de um médico, tampouco sem a devida preparação.

De nada adianta comer um prato de batata frita e depois enfrentar o período do jejum, por exemplo: o seu corpo ficará sem energia, você terá fome em pouco tempo e não verá grandes benefícios no funcionamento do organismo.

5# Comer depressa demais

Quando comemos rápido demais, não damos tempo o suficiente para que o organismo perceba que está saciado. Dessa forma, acabamos ingerindo porções de comida maiores que as que poderíamos e deveríamos ingerir.

Coma devagar, mastigando mais vezes entre as garfadas, e evite fazer pratos com porções exacerbadas de comida.

Dica complementar: dê preferência a alimentos cozidos, proteínas de boa qualidade e muita, mas muita salada. Abra mão dos refrigerantes e dos sucos industrializados. Evite fritura. Aos poucos, o corpo se adapta às modificações na dieta.

Se você está em busca de alterações no seu estilo de vida, o mais importante é buscar um médico. Apenas um profissional especializado poderá auxiliá-lo no processo de transição, para que você embarque nessa jornada de emagrecimento com tranquilidade, sem perdas e com o máximo de esclarecimento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisiologista hormonal e dermatologista em São Paulo.

Postado por Daniel Stellin