6 problemas tratados pela fisiologia hormonal

Início » 6 problemas tratados pela fisiologia hormonal

Problema na garganta tratado pela fisiologia hormonal

Você sabia que as funções mais importantes do nosso corpo são reguladas pelos hormônios? A fisiologia hormonal é uma área da medicina que estuda o funcionamento do sistema endócrino, formado pelas glândulas responsáveis pela produção dessas substâncias no organismo.

Os hormônios carregam informações do cérebro ao organismo. Por isso, o desequilíbrio no sistema endócrino pode gerar uma série de disfunções. 

As causas do desequilíbrio hormonal são variadas, podendo estar relacionadas com a chegada da menopausa, até o desenvolvimento de câncer em uma das glândulas. 

Atualmente, os problemas desencadeados por esse desequilíbrio podem ser contornados com o emprego da modulação hormonal. O médico fisiologista hormonal é um dos especialistas responsáveis pelo tratamento desse tipo de disfunção.

Em seguida, você irá conhecer os principais problemas tratados pela fisiologia hormonal. Acompanhe!

Problemas tratados pela fisiologia hormonal

Disfunções da tireoide

Nos casos em que a tireoide apresenta alterações na produção dos hormônios T3 e T4, é indicada a terapia hormonal. Isso ocorre nos quadros de hipotireoidismo e hipertireoidismo. A retirada parcial ou total da tireoide também provoca a carência dos hormônios. A glândula pode ser removida quando há o desenvolvimento de câncer ou nódulos.

Menopausa 

Com a chegada da menopausa, ocorre a queda dos hormônios estrogênio e progesterona no organismo. A carência dessas substâncias provoca uma série de sintomas desagradáveis, como os fogachos, que podem ser controlados com a terapia hormonal.

Baixa libido

A baixa libido pode ser resultado da menopausa ou de disfunções neuroquímicas, como ocorre nos quadros de depressão. A modulação hormonal pode ser a alternativa para homens e mulheres que desejam recuperar o prazer sexual.

Envelhecimento

Este também é um método utilizado como anti-aging. Nesse caso, são observados os hormônios em baixa no organismo para a reposição adequada das funções orgânicas e rejuvenescimento do corpo.

Enxaqueca

Muitos casos de enxaqueca são decorrentes das alterações hormonais típicas da menopausa. Sendo assim, a reposição de hormônios pode melhorar a dor de cabeça, bem como os demais sintomas do climatério.

Depressão

Determinados quadros de depressão estão associados a desequilíbrios hormonais. Em alguns casos, a administração de antidepressivos não gera os resultados esperados. Sendo assim, é necessário incluir no tratamento da depressão a análise de possíveis disfunções hormonais, como a carência do hormônio T4, estrogênio, progesterona, corticotrofina e cortisol. 

A queda dos hormônios pode dificultar a comunicação do organismo e o cérebro, além de interferir na ação da serotonina, o neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar.

Além das disfunções acima, outros problemas também podem ser tratados pela fisiologia hormonal, como a osteoporose e o ciclo menstrual irregular. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisiologista hormonal e dermatologista em São Paulo.

CTA para uma entrevista com o Dr. Daniel Stellin

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.