Fale conosco pelo WhatsApp

Ultrassom Microfocado

Imagem meramente ilustrativa (Banco de imagens: Shutterstock)

Tecnologia promove efeito de rejuvenescimento facial, sem a necessidade de o paciente se submeter a uma cirurgia de facelifting

O ultrassom microfocado é um tratamento não invasivo indicado para pacientes que desejam reduzir a flacidez facial e os sinais de envelhecimento. Os efeitos alcançados a partir deste procedimento são semelhantes ao de um lifting facial, que promove o rejuvenescimento, indicado para aqueles pacientes que desejam um resultado eficaz sem a necessidade de um procedimento invasivo.

A utilização do ultrassom microfocado é destinada à região da face, pescoço e colo, induzindo um processo inflamatório (provocado pela destruição de micropontos em diferentes profundidades da pele ), na região de aplicação que afeta desde a camada superficial da pele até os músculos. Como consequência, o organismo é estimulado a produzir fibras de colágeno e reestruturar as antigas fibras de sustentação, produzindo assim o efeito de rejuvenescimento facial.

Entenda como o ultrassom microfocado funciona

O ultrassom microfocado utiliza uma tecnologia que aplica ondas de calor microfocado em múltiplos pontos da pele, promovendo a coagulação, desnaturação e reorganização e produção de colágeno. A partir da aplicação do ultrassom, o organismo inicia um processo inflamatório para liberar essas pequenas lesões, liberando substâncias responsáveis pela fabricação de colágeno novo.

Essas novas fibras de colágeno possuem maior propriedade viscoelástica e apresentam mais resistência mecânica em comparação às células mais antigas. Nas semanas seguintes à aplicação do ultrassom microfocado, o organismo promove a maturação e remodelação do colágeno, promovendo assim maior sustentação à pele e consequente redução da flacidez.

Quando o tratamento é indicado?

O tratamento com ultrassom microfocado é indicado para todos os pacientes, independentemente do seu tipo de pele, que apresentam flacidez facial leve a moderada e não desejam se submeter a uma cirurgia de lifting facial. Indivíduos que apresentam flacidez severa e têm contraindicação cirúrgica também podem ter indicação para este procedimento, com resultados bastante satisfatórios.

O ideal é que o paciente seja avaliado individualmente por um especialista, de modo que seja possível identificar seu grau de flacidez facial e a melhor maneira de minimizar as marcas de envelhecimento de maneira eficiente e segura. O recomendado é que seja realizada uma sessão por ano, embora casos mais acentuados possam demandar um intervalo menor entre cada aplicação, além da associação com ácido hialurônico e bioestimuladores para otimização do resultado.

A tecnologia de ultrassom microfocado pode ser utilizada com eficiência para tratar o rosto em regiões como:

  • Fronte;
  • Ao redor dos olhos;
  • Maçãs do rosto;
  • Região do bigode chinês;
  • Linha da mandíbula;
  • Papada;
  • Pescoço.

Quais são os benefícios do ultrassom microfocado?

Um dos principais pontos positivos deste tratamento é sua alta eficiência em promover o efeito de rejuvenescimento facial, de maneira não invasiva e rápida. O ultrassom microfocado é capaz de atingir as camadas mais profundas da pele sem danificar a porção superficial, podendo ser utilizado com segurança em todos os tipos de pele.

Além disso, o tratamento com ultrassom microfocado não demanda muitos cuidados após a realização, apresentando excelentes resultados em uma única sessão. Trata-se de uma excelente alternativa para pacientes que apresentam flacidez facial leve a moderada e que não desejam se submeter a uma cirurgia de lifting facial — que é mais invasivo, envolve maiores riscos e demanda mais atenção pré e pós-operatória.

O ultrassom microfocado atua nas áreas de flacidez, levando à contração da pele e à síntese de colágeno pelo organismo. Com isso, a pele fica gradualmente mais firme de modo natural, melhorando assim o contorno facial e corrigindo pequenas imperfeições e sinais de envelhecimento.

O uso do ultrassom microfocado oferece riscos à saúde?

Não existe nenhuma contraindicação absoluta para a aplicação do ultrassom microfocado, embora o tratamento possa apresentar reações adversas em casos específicos. O tratamento é minimamente invasivo e bastante seguro, mas pode fazer com que o paciente apresente sensibilidade e outros desconfortos.

A melhor forma de minimizar as chances de que esses problemas ocorram é realizar o tratamento com um profissional devidamente qualificado e com aprofundada experiência com o uso de ultrassom microfocado.

Conheça o Liftera: caneta tecnológica de ultrassom microfocado

O Liftera é uma tecnologia que promove efeito lifting a partir do ultrassom microfocado, melhorando a flacidez e diminuindo a gordura presente em seu local de aplicação. Com um design ergonômico, este dispositivo possui um formato de caneta que dispara o ultrassom digitalmente, levando maior precisão, eficiência e segurança ao tratamento. O equipamento consegue atingir mais rapidamente o ponto ideal de coagulação (entre 65° e 70°).

O uso do Liftera para o tratamento com o ultrassom microfocado possibilita um procedimento personalizado que permite o alcance de camadas mais profundas da pele, gordura e músculos. A tecnologia já foi testada pelo mercado, trazendo como feedback dos pacientes que o procedimento se tornou mais confortável, eficaz e menos dolorido, permitindo que o indivíduo retome suas atividades rotineiras logo após o tratamento.

O Dr. Daniel Stellin é pioneiro em trazer a tecnologia Liftera para o Brasil, oferecendo em seu consultório o tratamento de ultrassom microfocado com auxílio desta moderna caneta. Entre em contato e agende uma consulta com o Dr. Daniel Stellin.

 

Fontes:

Dr. Daniel Stellin

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Liftera

Agende sua consulta

Clínica com tecnologia e humanização para seu tratamento.

ENTRE EM CONTATO