5 dicas para Tratar a Má Digestão

Início » 5 dicas para Tratar a Má Digestão

má digestão

A má digestão é um desconforto na porção superior da região abdominal – próximo à região conhecida como boca do estômago – que ocorre durante ou imediatamente após a refeição. Esse problema acomete milhões de brasileiros e tem sintomas parecidos aos da azia e gastrite.

Os principais sintomas dessa condição são sensação de estômago cheio, dores abdominais, enjoos, arrotos (eructações), vômitos, sonolência após as refeições, entre outros. Se os sintomas desaparecerem com a simples mudança dos hábitos alimentares ou após tomar antiácidos, a indigestão não oferece riscos maiores.

Entretanto, se permanecerem por mais de uma semana, ou vierem acompanhados por fezes escuras ou por qualquer outro sintoma anormal procure assistência médica. Vale ressaltar que a quantidade de líquido ingerida durante as refeições, os alimentos consumidos e as doenças associadas ao aparelho digestivo são as principais causas da má digestão.

Veja algumas dicas para evitar e tratar a má digestão

1 – Evitar comer muito rápido

Mastigar é muito importante para a digestão. Se a pessoa come muito rápido, demora mais para digerir o alimento no estômago, pelo fato de o órgão ter o trabalho que os dentes não fizeram. Portanto, mesmo os alimentos mais leves, se não forem bem mastigados, podem ter digestibilidade mais difícil.

2 – Tratar o estresse

O estresse emocional pode provocar problemas estomacais, pois existem muitas pessoas em que as situações de nervosismo e ansiedade afetam o trato digestivo. Deste modo, será imprescindível tratar os problemas emocionais ou psicológicos para evitar assim a má digestão.

3 – Nada de líquidos nas refeições

Beber água ou qualquer outro tipo de líquido durante as refeições atrapalha o processo de digestão, por isso, é recomendado evitar esse hábito. O ideal é consumir líquido ao menos duas horas após as refeições ou uma hora antes de se alimentar.

4 – Alimentos: o que comer e o que evitar

A dieta para combater a má digestão deve ter principalmente alimentos de fácil digestão e que não irritem o estômago, saladas, grelhados, cereais e leguminosas são a base de uma alimentação saudável e compatível com o aumento da longevidade.

Os alimentos que devem ser ingeridos de forma cuidadosa são especialmente aqueles que contêm muitas fibras e que estimulam a produção de gases, como vegetais verdes, feijão, ovos e os alimentos embutidos e ricos em gordura como manteiga, requeijão, laticínios e carnes vermelhas. Além disso, também é importante evitar alimentos industrializados e processados, pois costumam ser ricos em gordura e conservantes que irritam o intestino.

O excesso de gordura e açúcar atrapalha a digestão e, com isso, a pessoa pode sentir muito sono e cansaço. Dessa forma, deve-se evitar comer alimentos gordurosos e frituras todos os dias, uma vez que sua digestão é mais lenta. Até para quem é muito saudável, comer gorduras e frituras pesa. Uma feijoada, por exemplo, demora três horas para ser digerida.

5 – Cortar o cigarro e as bebidas alcoólicas

O tabaco e o álcool são outros fatores que podem afetar negativamente o processo de digestão dos alimentos e, por conseguinte, provocar dispepsia pelo fato de irritar as mucosas digestivas. Por isso, devemos eliminar estes hábitos de vida cotidiana.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisiologista hormonal e dermatologista em São Paulo.

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.