Como a medicina ortomolecular pode prevenir e tratar doenças?

Início » Como a medicina ortomolecular pode prevenir e tratar doenças?

medicina ortomolecular

A medicina ortomolecular é projetada para ajudar os pacientes a atingirem seu mais alto nível de saúde. 

Esta prática é frequentemente usada como método de prevenção ou tratamento de doenças, melhorar a vitalidade e o bem-estar, aumentar a capacidade de suporte de carga, fortalecer o sistema imunológico, retardar o processo de envelhecimento do corpo e prolongar a vida do indivíduo.

Ficou interessado em saber como a medicina ortomolecular funciona? Então, vamos conferir os tópicos preparamos especialmente para você!

O que é medicina ortomolecular?

A medicina ortomolecular é a prevenção e o tratamento de doenças através da administração de suplementos nutricionais.

Esses suplementos naturais incluem:

  • vitaminas; 
  • minerais; 
  • aminoácidos; 
  • ácidos graxos, bem como outros compostos orgânicos. 

O objetivo da prática é manter uma boa saúde e tratar doenças, alterando a concentração de substâncias naturais ao corpo humano, que normalmente estão presentes no organismo e são essenciais para a saúde.

Benefícios da especialidade

A medicina ortomolecular tem sido amplamente utilizada, tanto para condições fisiológicas como psiquiátricas. Algumas doenças comumente tratadas incluem:

  • resfriados; 
  • doenças cardíacas; 
  • câncer; 
  • depressão;  
  • esquizofrenia. 

Assim, quando o paciente é tratado pela medicina ortomolecular, é possível perceber a redução dos radicais livres, metais pesados e de toxinas, que dificultam o processo de cura e impedem que o corpo se livre da patologia.

Além disso, a prática possibilita a entrada de substâncias que permitem ao corpo se auto-regular. 

Prevenção de doenças

A Medicina Ortomolecular é muito conhecida por ir além dos tratamentos convencionais, trabalhando na prevenção de doenças ou inflamações, como:

  • artroses; 
  • diabetes; 
  • Parkinson; 
  • câncer; 
  • envelhecimento precoce da pele, dentre outros.

Não se faz uso de remédios sintéticos na Medicina Ortomolecular. Existe um equilíbrio entre nutrientes por meio de medicamentos fitoterápicos, enzimas, minerais, vitaminas, hormônios, dentre outras opções naturais.

Outras doenças tratadas

  • displasia do quadril;
  • leucemia felina;
  • alergia alimentar;
  • depressão, ansiedade e esquizofrenia;
  • síndrome do intestino irritável;
  • gengivite;
  • regulação do apetite;
  • regulação da energia física;
  • insuficiência renal crônica.

A Medicina Ortomolecular vem se aperfeiçoando a cada dia de forma individualizada e personalizada, podendo ser aplicada a qualquer pessoa, de qualquer idade, que tenha como objetivo melhorar sua qualidade de vida.

Viu como uma simples mudança na dieta pode prevenir e tratar tantas doenças? Então, se você se interessou pelo assunto, lembre-se sempre de consultar um médico antes de mudar seus hábitos. 

E lembre-se! Os pacientes não devem tentar se auto-tratar, pois, é preciso um profissional de saúde para determinar os tipos de medicamentos ortomoleculares, dosagens, tempos de administração e via de administração que serão mais eficazes.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisiologista hormonal e dermatologista em São Paulo.

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.