Os hormônios, de uma forma geral, influenciam uma série de atividades do nosso corpo, tais como o crescimento, a sexualidade, o metabolismo, o bom funcionamento das células e a atuação correta e saudável de vários órgãos. Nesse contexto, o conhecimento a respeito da fisiologia hormonal se faz bastante relevante.

Essa área do conhecimento se dedica principalmente à compreensão do sistema endócrino humano e às suas referidas secreções, os nossos hormônios.

A atuação dos hormônios

Os hormônios são substâncias químicas produzidas por glândulas que constituem o sistema endócrino, sendo de extrema importância na manutenção do equilíbrio e funcionamento do nosso corpo. Sendo assim, uma quantidade enorme de hormônios é produzida no organismo humano, e cada um deles desempenha uma função específica.

Aspectos da fisiologia hormonal

Vários hormônios são produzidos pelas glândulas que constituem o sistema endócrino. Entre essas glândulas, é possível citar a hipófise, a tireoide, as paratireoides (situadas, geralmente, atrás da tireoide), bem como as glândulas suprarrenais, o pâncreas e as glândulas sexuais do organismo humano.

Os principais hormônios que atuam no nosso corpo são o paratormônio (produzido pelas glândulas paratireoides), a adrenalina, o glucagon, a insulina, o estrogênio, a progesterona, a prolactina, a testosterona, bem como o hormônio de crescimento (GH) e o hormônio antidiurético (ADH).

É importante destacar que, caso os hormônios não estejam funcionando da maneira correta, ocorre no organismo humano um desequilíbrio conhecido como a disfunção hormonal. Essa disfunção hormonal pode acontecer tanto nas mulheres quanto nos homens. Um exemplo disso, nos homens, é a chamada andropausa, que acomete geralmente indivíduos acima dos quarenta anos e corresponde a uma baixa produção de testosterona.

As características dos hormônios produzidos pelo sistema endócrino são bastante específicas para cada um deles. O hormônio de crescimento, por exemplo, como o próprio nome aponta, atua com o intuito de promover o crescimento do corpo, desenvolvendo assim a massa muscular, bem como outros aspectos importantes para o desenvolvimento corporal.

O hormônio de crescimento é produzido pela hipófise, que é uma das nossas principais glândulas. Vale destacar também que a glândula hipófise produz o hormônio antidiurético, que regula a excreção de água do organismo.

Já outra glândula de grande importância, a tireoide, produz a tiroxina, responsável por regular os batimentos cardíacos e o metabolismo do corpo, dentre outros processos fundamentais.

A adrenalina, que também é um hormônio bastante conhecido, é a responsável por atuar no sistema nervoso. Trata-se de um hormônio produzido pelas glândulas suprarrenais.

Outro hormônio que merece a devida atenção é a insulina, que é produzida pelo pâncreas e é responsável por controlar os níveis sanguíneos de glicose, bem como a entrada da mesma nas células.

Há também os hormônios femininos, tais como a progesterona e o estrogênio, que são responsáveis por desenvolver características sexuais nas mulheres.  A testosterona, por sua vez, cumpre o mesmo papel no caso dos homens.

Portanto, para a devida compreensão e cuidado com a nossa saúde, conhecer aspectos da fisiologia hormonal é muito importante. É importante ter em mente que os hormônios impactam basicamente todas as funções dos outros sistemas do corpo, desempenhando um papel indispensável. O sistema endócrino, afinal, interage com frequência com o sistema nervoso, coordenando e regulando as funções do organismo.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como dermatologista em São Paulo!