Relógio Biológico: Você sabe como regular o seu?

Início » Relógio Biológico: Você sabe como regular o seu?

relógio biológico

Provavelmente você já ouviu alguém falar que rende mais realizando tarefas na parte da manhã. Outros que dizem que têm mais energia durante a noite. Há até pessoas que afirmam que sofrem quando precisam acordar cedo. Todas essas situações não são frescuras ou desculpas para dormir até tarde, mas exemplos de como funciona o relógio biológico de cada um.

A designação de relógio biológico se refere ao comportamento do organismo para a realização de atividades em ciclos determinados, ou seja, é como os sistemas do corpo se comportam ao longo do dia, liberando hormônios, fazendo a digestão, praticando a renovação celular, controlando a temperatura.

Essas ações, quase sempre, são desencadeadas em virtude da incidência da luz solar, mas pode variar de pessoa para pessoa, considerando os hábitos e rotinas de cada um, que podem ser mais diurnos e outros mais noturnos, isso se chama cronotipo.

Identifique seu cronotipo

Ter conhecimento sobre qual é o horário em que você se sente melhor e mais disposto é o primeiro passo para tirar o máximo de proveito do seu relógio biológico. Por isso, é fundamental analisar como seu corpo reage ao fazer atividades na parte da manhã, no período da tarde e durante a noite.

Essa identificação ajuda, também, a entender o próprio organismo, as reações, as atividades vitais e como se comporta o cérebro, pois ele demonstra melhores níveis de concentração, disposição e foco de acordo com o horário em que os sistemas funcionam melhor.

Ajustando os ponteiros

Após identificar o seu perfil de cronotipo, é muito importante ajustar seu relógio para que o corpo funcione de maneira plena. E o primeiro passo para essa adequação é tendo um cuidado especial com o sono. Dormir bem e na quantidade exata, normalmente 8 horas, faz com que os hormônios sejam produzidos de forma eficiente, favorece o crescimento e a regeneração muscular, além de proporcionar o descanso do corpo e da mente.

Mas, para ter um sono de qualidade é necessário ter uma preparação do ambiente antes de dormir. O quarto tem que, de fato, estar escuro, pois as células da retina são ativadas pela luz e enviam mensagens ao cérebro para esse fique em alerta, interrompendo por sua vez a liberação da melatonina, hormônio crucial para que o processo do sono ocorra de forma adequada .

Por isso, também deve-se deixar longe do local de descanso aparelhos eletrônicos como computador e televisão, além de evitar mexer no celular antes de dormir. E, finalmente, a temperatura deve estar agradável, nem muito frio ou muito quente.

O segundo passo para a regular o relógio é inserir atividades físicas no seu dia a dia. O corpo em movimento favorece todas as funções do organismo, dá mais disposição e previne diversas doenças.

O terceiro passo é complementar ao segundo, pois é também é importante de alimentar de maneira saudável. Evitar os alimentos ultraprocessados e ricos em açúcares, corantes e conservantes, já que eles interferem no metabolismo e prejudicam o funcionamento do corpo.

Por fim, hidrate-se. Beba bastante água e ajude o seus órgãos a desempenharem melhor suas funções. Ingerindo dois litros de água diariamente, seu corpo mostrará resultados significativos em pouco tempo.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisiologista hormonal e dermatologista em São Paulo.

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.