Síndrome do Ovário Policístico: Causas e Sintomas

Início » Síndrome do Ovário Policístico: Causas e Sintomas

Síndrome do ovário policístico

A Síndrome dos Ovários Policístico (SOP) é um distúrbio hormonal comum entre as mulheres em idade reprodutiva. Pessoas com SOP podem ter períodos menstruais pouco frequentes ou prolongados ou, também, níveis excessivos de hormônios masculinos (andrógenos). Os ovários podem desenvolver inúmeras pequenas coleções de fluídos (folículos) e não liberar regularmente os óvulos.

A causa exata da SOP é desconhecida. O diagnóstico e o tratamento precoces, juntamente da perda de peso, podem reduzir o risco de complicações em longo prazo, como diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.

Sintomas da Síndrome do Ovário Policístico

Sinais e sintomas da síndrome do ovário policístico geralmente se desenvolvem na época do primeiro período menstrual, durante a puberdade. Às vezes, a síndrome se desenvolve mais tarde, por exemplo, em resposta ao ganho substancial de peso.

Os sinais e sintomas da SOP variam. Um diagnóstico é feito quando você experimenta pelo menos dois destes sinais:

  • períodos irregulares: ciclos menstruais infrequentes, irregulares ou prolongados são o sinal mais comum da síndrome do ovário policístico. Por exemplo: você pode ter menos de nove períodos por ano, mais de 35 dias entre períodos e períodos anormalmente prolongados;
  • excesso de andrógeno: níveis elevados de hormônio masculino podem resultar em sinais físicos, como excesso de pelos faciais e corporais (hirsutismo) e, ocasionalmente, acne severa e calvície de padrão masculino;
  • ovários policísticos: os ovários podem estar aumentados e conter folículos que envolvem os óvulos. Como resultado, podem não funcionar regularmente. São facilmente visualizados ao USG Pélvico ou Endovaginal.

Os sinais e sintomas da SOP são tipicamente mais graves se você é obeso.

Quando procurar um médico?

Consulte o seu médico se tiver dúvidas sobre os seus períodos menstruais, se estiver passando por infertilidade ou se tiver sinais de excesso de andrógenos, como agravamento do hirsutismo, acne e calvície de padrão masculino.

Causas

A causa exata da SOP não é conhecida. Fatores que podem influenciar incluem:

  • excesso de insulina: a insulina é o hormônio produzido no pâncreas que permite que as células usem o açúcar, o suprimento primário de energia do corpo. Se as células se tornarem resistentes à ação da insulina, os níveis de açúcar no sangue podem subir, e o corpo pode produzir mais insulina. O excesso dela pode aumentar a produção de andrógenos, causando dificuldade na ovulação;
  • inflamação de baixo grau: esse termo é usado para descrever a produção de substâncias pelas células brancas do sangue para combater infecções. A pesquisa mostrou que as mulheres com SOP têm um tipo de inflamação de baixo grau que estimula os ovários policísticos a produzirem andrógenos, o que pode levar a problemas cardíacos e vasculares;
  • hereditariedade: pesquisas sugerem que certos genes podem estar ligados à SOP;
  • excesso de andrógeno: os ovários produzem anormalmente altos níveis de andrógeno, resultando em hirsutismo e acne.

Complicações

Complicações da SOP podem incluir:

  • infertilidade;
  • diabetes gestacional ou hipertensão induzida pela gravidez;
  • aborto espontâneo ou nascimento prematuro;
  • esteato-hepatite não alcoólica ― uma inflamação hepática grave causada pelo acúmulo de gordura no fígado;
  • síndrome metabólica ― um conjunto de condições, incluindo pressão alta, açúcar elevado no sangue e níveis anormais de colesterol ou triglicérides, que aumentam significativamente o risco de doença cardiovascular;
  • diabetes tipo 2 ou pré-diabetes;
  • apneia do sono;
  • depressão, ansiedade e distúrbios alimentares;
  • sangramento uterino anormal;
  • câncer do revestimento uterino (câncer endometrial);
  • a obesidade está associada à SOP e pode piorar as complicações do transtorno.

A SOP pode atrapalhar os ciclos menstruais da mulher e dificultar a gravidez. Altos níveis de hormônios masculinos também levam a sintomas indesejados, como o crescimento de pelos no rosto e no corpo.

Intervenções de estilo de vida são os primeiros tratamentos que os médicos recomendam para SOP, e geralmente funcionam bem. A perda de peso pode tratar os sintomas da síndrome e melhorar as chances de engravidar. Dieta e exercícios aeróbicos são duas formas eficazes de se perder peso.

Medicamentos são uma opção se as mudanças no estilo de vida não funcionarem. Hormônios como a Progesterona e um medicamento chamado Metformina podem restaurar os ciclos menstruais e aliviar os sintomas da síndrome do ovário policístico.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisiologista hormonal e dermatologista em São Paulo.

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.