Acne: Como tratar e Prevenir o problema?

Início » Acne: Como tratar e Prevenir o problema?

Mulher com acne no rosto

A acne surge  na puberdade, em cerca de 80% dos adolescentes. Mas não é só nessa fase da vida que esse problema de pele nos acomete. Vira e mexe, ela volta, especialmente com cravos e espinhas no rosto e no corpo. E, apesar de ser um problema tão antigo e comum, ainda existem muitas dúvidas no que diz respeito ao tratamento e à prevenção dele. A orientação médica é fundamental, mas, independentemente disso, é um quadro que tem solução.

Basicamente, a acne é uma condição de pele que acomete os folículos pilosos (regiões em que nascem os pelos), causada pelo aumento da produção de sebo produzido pelas glândulas sebáceas. Esse excesso de oleosidade deixa os poros obstruídos e aumenta a proliferação de bactérias que geram inflamação – ou, mais precisamente, a espinha. A condição costuma aparecer mais comumente no rosto, nas costas, no pescoço, nos ombros e no peito.

Causas da acne

A acne mais comum é o tipo que se desenvolve na adolescência, mais especificamente na puberdade, fase em que os jovens passam por uma grande transformação hormonal. O problema também pode ser desenvolvido por outros fatores, como a exposição solar, que aumentam a oleosidade da pele e provocam queimaduras.

Dormir de maquiagem é outro fator comum, pois faz com que os resíduos obstruam os poros e gerem cravos e espinhas. Estresse, medicamentos, uso exagerado de condicionadores, suor excessivo e má alimentação também podem ser fatores agravantes.

Prevenção da acne

Mas afinal, como prevenir esse problema? Existem alguns cuidados indispensáveis. O 1º passo é lavar a pele suavemente todos os dias, e o mais importante, sem exageros ou muita força. Lavar o cabelo regularmente é outro cuidado fundamental, pois evita que eles fiquem muito oleosos – a propósito, evite o uso de produtos oleosos para cabelo, como o gel.

A lavagem do rosto precisa ser com sabonete apropriado (normalmente esfoliantes), mas, novamente, exageros podem ter o efeito reverso –  estimular a produção de mais sebo. Para as mulheres, a remoção completa da maquiagem antes de dormir é obrigatória. Muitas vezes, a maquiagem é usada deliberadamente para disfarçar cravos e espinhas, o que também pode fazer mal. Máscaras secativas feitas com argila podem ajudar a secar as espinhas.

Praticar exercícios físicos com orientação também é capaz de agregar nesse sentido, pois diminui os níveis de estresse e contribui para a diminuição do hormônio cortisol, que, em alto nível, acarreta piora do quadro. Ah, e sabe aquela mania viciante de espremer as espinhas? Tente se controlar. Isso aumenta a reação inflamatória e só faz com que as lesões se agravem e produzam cicatrizes indesejáveis.

Marque uma consulta

Se você tem acne, é fundamental seguir o tratamento indicado pelo seu dermatologista. Ela é classificada em 5 graus, e cada grau possui um método de tratamento específico. O uso de tratamentos naturais, como óleo de peixe e vitaminas C e E, só pode ser empregado a partir da orientação médica, bem como o uso de outros ativos.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisiologista hormonal e dermatologista em São Paulo.

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.