Exame de bioimpedância: o que é e como funciona?

Início » Exame de bioimpedância: o que é e como funciona?

Muito comum nas academias e consultórios, o exame de bioimpedância é extremamente importante para quem precisa de uma análise periódica da composição corporal, no intuito de acompanhar a evolução de variadas intervenções.

Ele é recomendado para orientar as ações e monitorar resultados de pacientes que estejam inseridos em programas de treino, reeducação alimentar, dietas de emagrecimento ou até mesmo modulação hormonal. Isso significa que ele não é exclusivo para atletas! Todo e qualquer indivíduo que busque melhor qualidade de vida pode – e deve – fazer a bioimpedância regularmente.

Os resultados do exame dão um melhor suporte aos profissionais envolvidos no processo, adequando as ações aos objetivos desejados. Com esse exame, a tomada de decisões não é baseada nas mudanças notadas a olho nu, mas na exatidão das informações da bioimpedância. Quer saber mais sobre esse famoso exame? Veja a seguir o que é e como ele funciona.

Afinal de contas, o que é exame de bioimpedância?

O exame de bioimpedância é uma avaliação física voltada para a análise corporal de homens e mulheres. Ele possibilita o conhecimento de aspectos como a quantidade de massa magra, percentual de gordura, teor de água no corpo, índice de massa muscular esquelética, taxa de metabolismo basal, relação cintura-quadril, controle dos músculos, etc.

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, não se trata de um teste para diagnosticar fatores graves ou doenças. O exame de bioimpedância serve para saber, com grande precisão, informações importantes sobre a composição corporal. Tal exame pode ser feito por nutricionistas, preparadores físicos ou médicos.

Como funciona esse exame?

A bioimpedância dura poucos minutos e pode ser feita através de dois métodos distintos. Em ambos, ela funciona através de uma corrente elétrica conduzida pela água presente no corpo.

No primeiro método, o paciente fica deitado numa maca, com eletrodos nas mãos e pés, conectados a um aparelho que contém as informações corporais do paciente. A corrente elétrica é ativada e os resultados são fornecidos.

No segundo, o exame funciona por meio de uma moderna balança de bioimpedância. O paciente se posiciona e a corrente elétrica passa.  Os resultados são gerados instantaneamente.

Como se preparar para a bioimpedância?

Para garantir o adequado funcionamento do exame e a precisão nos resultados, o paciente deve seguir algumas recomendações:

  • Não marcar o exame para o período menstrual, pois a menstruação pode alterar os resultados da composição corporal;
  • Hidratar o corpo a partir do dia anterior, tomando em média 2 litros de água;
  • Evitar medicamentos, chás e outras bebidas diuréticas desde uma semana antes do teste;
  • Ficar no mínimo 8 h sem uma grande refeição ou 4 h sem pequena refeição;
  • Retirar todos os objetos de metais;
  • Não consumir cafeína ou bebidas alcoólicas nas 48 horas antecedentes;
  • Não praticar exercícios nas últimas 24 horas.

A depender do responsável por realizar o exame, outros cuidados poderão ser solicitados. Lembre-se que para garantir a exatidão dos resultados e a segurança do teste de bioimpedância, é importante realizá-lo em locais bem estruturados e com profissionais especializados.

Quer saber mais sobre bioimpedância? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisiologista hormonal e dermatologista em São Paulo.

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.