Tudo sobre Implantes Hormonais

Início » Tudo sobre Implantes Hormonais

implantes hormonais

Os implantes hormonais se configuram como uma alternativa moderna para quem precisa realizar terapia de modulação hormonal. Vale destacar que tais implantes surgiram no século XX, primeiramente, como método contraceptivo.

Com o avançar do tempo, o uso foi aperfeiçoado e a aplicação foi ampliada, de modo que os especialistas passaram implantar dosagens seguras, com os mínimos efeitos colaterais, para diferentes finalidades.

Esclareça a seguir todas as suas dúvidas sobre os implantes hormonais.

Como é feito o implante hormonal?

Nessa opção de reposição hormonal, hormônios bioidênticos são implantados diretamente no tecido subcutâneo, por meio de uma cânula. Esse método permite a liberação hormonal de maneira segura, prolongada, gradual e uniforme.

Quais hormônios podem ser implantados?

Várias substâncias podem ser implantadas, incluindo testosterona, progesterona, hidrocortisona, estradiol, pregnenolona, icometrina, nomegestrol, gestrinona, estriol, tadafila, NADH, entre outros hormônios.

O implante é realizado para quais finalidades?

O avanço da tecnologia voltada para a fisiologia hormonal permite que a aplicação dos implantes de hormônios seja bastante versátil e abrangente. Hoje é possível recorrer a essa opção para fazer a reposição hormonal nos períodos do climatério, menopausa e andropausa.

Os implantes também podem ser feitos com finalidade contraceptiva, além de serem utilizados na prevenção e tratamento de TPM, endometriose e ovários policísticos.

Quais os benefícios do implante hormonal?

São muitos os benefícios do implante hormonal. Ele pode útil no aumento da libido, perda de gordura corporal, fortalecimento ósseo, diminuição da retenção de líquidos, melhora da saúde cutânea e aparência dos cabelos, além do ganho de massa muscular.

O implante de hormônios pode interferir no bem-estar?

Sim. Os implantes hormonais podem trazer mais disposição, produtividade, bem-estar e felicidade para a vida de quem recorre a esse tipo de terapia de modulação hormonal.

Eles são eficazes na diminuição dos sintomas de TPM ou menopausa, redução de desconfortos típicos das oscilações hormonais, além do combate ao estresse, estafa, fadiga, variações de humor, lesões de pele, etc.

Isso é possível porque os implantes hormonais regularizam os níveis de hormônio no organismo, bem como, controlam o cortisol, considerado o hormônio do estresse.

Implantes hormonais são realmente ferramentas de beleza?

Os implantes hormonais podem, sim, interferir positivamente na estética, já que melhoram a aparência da pele e dos cabelos, através da regulação dos hormônios. Só para ter ideia, com os hormônios implantados a cútis tende a ficar mais jovem, firme e hidratada, havendo uma clara redução da flacidez e ressecamento.

Apesar disso, implantes não fazem milagres. Para potencializar os benefícios da terapia hormonal, é indispensável adotar um estilo de vida saudável e equilibrado, incluindo alimentação saudável, sono de qualidade, prática de exercícios e consultas médicas regulares.

Toda mulher pode fazer reposição hormonal via implante?

De modo geral, toda mulher pode se submeter ao tratamento hormonal por implantes, porém, é fundamental passar por uma detalhada avaliação médica, a fim de garantir uma reposição segura e eficaz, minimizando assim eventuais efeitos adversos.
Quer saber mais sobre implantes hormonais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisiologista hormonal e dermatologista em São Paulo.

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.