Fale conosco pelo WhatsApp

Qual médico realiza tratamento hormonal?

Imagem mostra remédios em cima de papel - médico para tratamento hormonal

Escolha do médico para tratamento hormonal deve considerar motivações para busca do profissional, mas também abordagem clínica, visando benefícios à qualidade de vida do paciente.

A escolha do médico para tratamento hormonal é fundamental no encaminhamento de tratamentos relacionados à fisiologia hormonal, como reposição e modulação hormonal.

O médico para tratamento hormonal pode ser o endocrinologista, responsável pelas condições relacionadas ao sistema endócrino, mas também o dermatologista e o nutrólogo. Um aspecto relevante é entender qual a abordagem do profissional, por exemplo, se ele está alinhado à Medicina Integrativa que visa entender todo o cenário de vida do paciente, além da saúde e da doença em si.

Dessa forma, o dermatologista que trabalha com a Medicina Integrativa é igualmente qualificado para entender elementos diversos da vida do paciente, como alterações hormonais, hábitos de vida, rotina e outros. Entenda mais a seguir!

Qual a importância do tratamento hormonal?

Os hormônios são responsáveis por diversas funções do organismo relacionadas, por exemplo, à disposição de energia, ao sono, alimentação, ao estado mental, à digestão, ao cansaço, às funções sexuais e outros.

Os hormônios são produzidos pelas glândulas que constituem o sistema endócrino e garantem o equilíbrio do metabólico do organismo, influenciando em seus diversos processos.

Um exemplo é que o cortisol, hormônio que tem seus níveis aumentados por conta estresse, pode interferir diretamente em diferentes processos, como saúde capilar, digestão e sono.

Dessa forma, a alteração hormonal ou desregulação dos hormônios pode resultar em problemas diversos que comprometem a saúde do paciente, mas também a qualidade de vida. Além disso, muitas vezes, o paciente não faz uma associação direta entre seu problema e a fisiologia hormonal.

Por tal razão, o tratamento hormonal é importante, uma vez que a regulação dos níveis dos hormônios contribui de diferentes formas, como:

  • Regula a fome e a sensação de saciedade;
  • Melhora o processo digestivo, incluindo o consumo calórico e gasto enérgico;
  • Promove mais clareza e bem-estar mental;
  • Melhora a qualidade do sono;
  • melhora a libido e a vida sexual;
  • Aumenta a disposição no dia a dia.

Portanto, considerando o tratamento hormonal na perspectiva da Medicina Integrativa, trata-se de uma forma de identificar a doença inicial que motivou a procura do médico, mas também todo um conjunto de fatores associados à qualidade de vida do paciente.

Médico para tratamento hormonal: qual especialista consultar?

Como visto, o médico para tratamento hormonal pode ser o endocrinologista, o nutrólogo e o dermatologista. No caso do dermatologista – como é o caso do Dr. Daniel Stellin -, as motivações para buscar o tratamento hormonal podem incluir:

  • Alterações no cabelo, como queda de cabelo, enfraquecimento capilar ou dermatite seborreica;
  • Alterações na pele, como surgimento excessivo de lesões de acne;
  • Problemas como psoríase, eczema ou outros;
  • Enfraquecimento das unhas;
  • Excesso de oleosidade ou ressecamento da pele;
  • Formação de melasma e outras alterações na pele.

A conversa com o médico pode ocorrer de um problema capilar ou dérmico, ter causas inesperadas ao paciente, como pode estar associado a déficit nutricional, alterações hormonais, estresse e outros.

Dessa forma, a investigação clínica detalhada, conversando com o médico dermatologista não apenas sobre o problema de pele ou cabelo, por exemplo, mas todo o contexto da vida atualmente pode contribuir para um diagnóstico mais amplo que abarca, inclusive, alterações hormonais.

Para confirmar tais suspeitas são solicitados exames clínicos que vão auxiliar no diagnóstico correto da condição e das causas, de forma, que o atendimento médico é personalizado às necessidades do paciente.

Com isso, o médico para tratamento hormonal deve ser um profissional aberto a entender não apenas as características da patologia, mas a vida do paciente, levando a uma abordagem que considere aspectos físicos, emocionais e espirituais.

Quer saber mais sobre a fisiologia hormonal e como ela contribui na qualidade de vida? Entre em contato e agende uma consulta!

Fontes:

Dr. Daniel Stellin

Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.