O que faz um Médico Ortomolecular?

Início » O que faz um Médico Ortomolecular?

Médica ortomolecular e paciente

O médico ortomolecular é o profissional de medicina que atua para que o paciente alcance do equilíbrio fisiológico e químico de suas moléculas. Isso é feito por meio da alimentação e da regulação hormonal, resultando assim em melhor qualidade de vida.

Essa é a proposta da medicina ortomolecular e o trabalho de um médico ortomolecular, ou adepto à técnica. Seu grande diferencial está na não prescrição medicamentosa para conseguir o equilíbrio fisiológico. Tudo é feito com base na alimentação e na mudança de hábitos diários.

Pode parecer uma terapia alternativa, mas saiba que a medicina ortomolecular tem sido usada e amplamente estudada desde a década de 60, tendo como seu percursor o químico quântico e bioquímico Linus Carl Pauling.

Desenvolvimento da medicina ortomolecular

A busca por melhor qualidade de vida e prevenção de doenças crônicas potencializou a atuação de um médico molecular. O entendimento de que a prevenção é sempre o melhor caminho faz com que essa vertente da medicina consiga minimizar o surgimento de inflamações crônicas, além de colaborar na longevidade.

O próprio nome enfatiza essa atuação, sendo que ‘orto’ significa equilíbrio da molécula. Quanto mais saudável e nutrida, menores as chances do desenvolvimento de doenças. A medicina ortomolecular tem atuação voltada em três frentes distintas, conforme dados informados pela Associação Brasileira de Medicina Ortomolecular.

O médico ortomolecular pode atuar de forma preventiva. Logo, o profissional visa conseguir o equilíbrio molecular com o auxílio de exames diagnósticos, ao identificar de forma precoce alterações metabólicas no organismo do paciente.

A segunda forma de atuação é a denominada de sistêmica, em que o médico ortomolecular volta a sua atenção a uma avaliação criteriosa de todos os órgãos e sistemas do organismo e verifica como é a interação e o funcionamento de ambos.

Para finalizar, pode-se afirmar que a medicina ortomolecular analisa a interrelação dos sistemas humanos com os ambientais. O médico ortomolecular vai verificar se ocorre a falta de nutrientes e/ou se existem os que estão em excesso no organismo, além de avaliar potenciais poluentes ou intoxicações por metais pesados que possam influenciar no funcionamento do sistema endocrinológico e consequentemente na produção de hormônios.

Com base no resultado dessa análise é que será proposto tratamento para regularização desses nutrientes, promovendo o equilíbrio metabólico defendido e buscado pela medicina ortomolecular.

Como é o atendimento de um médico ortomolecular?

Em consultório, o médico especializado em medicina ortomolecular fará um questionário para identificação da rotina e dos hábitos diários desses pacientes. Alimentação, rotina de trabalho, sedentarismo, tabagismo e demais situações cotidianas a esse paciente serão abordadas.

Com base na interpretação do dia a dia do paciente, o médico ortomolecular pode atuar de forma centralizada (o que tem causado as doenças) ou de forma integral, reunindo todos os cuidados propostos pela medicina ortomolecular, sendo eles:

  • Combate aos radicais livres;
  • Identificação de toxinas no organismo;
  • Tratamento e equilíbrio da imunidade;
  • Tratamento de inflamações crônicas;
  • Correção nutricional;
  • Equilíbrio da flora intestinal;
  • Equilíbrio hormonal;
  • Equilíbrio dos neurotransmissores;
  • Controle do estresse e sono;
  • Promoção da prática física.

A junção de corpo e mente devidamente equilibrados colaboram na longevidade do paciente, em melhor qualidade de vida e a menor presença de doenças, fazendo com que esse indivíduo se torne muito mais saudável.

Tratamento ortomolecular

A medicina ortomolecular atua de forma pouco intervencionista, indo na contramão da medicina tradicional, que trata qualquer doença com o uso de medicamentos. Neste caso a alimentação e a eliminação dos maus hábitos são as diretrizes  do tratamento.

O médico ortomolecular indicará tratamentos que vão auxiliar o organismo do paciente a ter a correta concentração de substâncias orgânicas, sendo elas: vitaminas, proteínas, antioxidantes, ácidos graxos, fibras alimentares e aminoácidos.

Quando todas essas substâncias estão em harmonia, o organismo funciona melhor, o que resulta na tão buscada qualidade de vida. Além de prover o conceito de saudabilidade, a medicina ortomolecular é benéfica para a estética dos pacientes.

Pele com viço, cabelos saudáveis e sem queda, são alguns dos benefícios aos que optam por se prevenir e tratar com um médico ortomolecular. Se interessou pela medicina ortomolecular? Agenda uma consulta com o Dr. Daniel Stellin e veja como ela pode cuidar de suas necessidades.

CTA para uma entrevista com o Dr. Daniel Stellin

Fonte:

Associação Brasileira de Medicina Ortomolecular;

Dr. Daniel Stellin.

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.