Conheça os tratamentos para Calvície (Alopecia)

Início » Conheça os tratamentos para Calvície (Alopecia)

Tratamentos para calvície

A calvície é uma forma de queda capilar determinada geneticamente que pode acometer tanto homens quanto mulheres. Segundo dados da Sociedade Brasileira do Cabelo (SBD), aproximadamente 42 milhões de brasileiros foram diagnosticados com a condição, o que faz crescer a procura pelo tratamento para calvície.

Apesar da alopecia androgenética — como a calvície é chamada pelos médicos — não ter cura, o paciente pode buscar vários tratamentos para reduzir a queda dos cabelos. Saiba mais sobre cada tipo de tratamento para alopecia androgenética com informações cedidas pelo dermatologista Dr. Daniel Stellin.

Quais são os tratamentos para calvície?

O protocolo de atendimento utilizado para tratar a calvície dependerá da avaliação que o médico fizer do paciente considerando o estágio da alopecia androgenética. No geral, os principais tratamentos para calvície são:

Medicamentoso

O tratamento da alopecia androgenética realizado com medicamentos tem por objetivo parar o processo de queda capilar e recuperar os fios que foram perdidos. A composição do medicamento pode variar dependendo do gênero do paciente.

Para tratar a calvície masculina via oral são utilizados medicamentos à base de finasterida. Isso porque a substância age na inibição da enzima 5 alfarredutase, responsável pela redução no crescimento dos fios capilares.

No caso da calvície feminina, além de ser possível tratar a alopecia androgenética com remédios à base de finasterida o médico pode optar pela administração de ciproterona, anticoncepcionais ou de espironolactona.

Laser com baixa potência

Trata-se de uma técnica relativamente nova no mercado de tratamentos capilares. O laser de baixa potência não oferece efeitos adversos e promove um aumento do volume do cabelo.

Indicado tanto nos casos iniciais de calvície quanto nos intermediários, o laser de baixa potência estimula o crescimento e qualidade do fio por meio da vascularização do couro cabeludo.

Mesoterapia capilar

Neste tratamento para calvície, que é minimamente invasivo, a saúde capilar do paciente é restabelecida por meio do crescimento e fortalecimento dos fios. Além disso, o tratamento com mesoterapia capilar pode reverter o afinamento capilar ocasionado pela alopecia androgenética. A mesoterapia capilar é realizada em consultório e indicada para pacientes com cabelos quebradiços e crescimento fraco em detrimento da calvície.

Minoxidil

O Minoxidil é um tônico utilizado para estimular a circulação do sangue no couro cabeludo. Consequentemente, o produto auxilia no controle da queda capilar e no crescimento dos fios.

Transplante capilar

Este procedimento é mais indicado para os casos de falência do folículo piloso. O transplante capilar consiste em retirar os fios da área menos afetada pela alopecia androgenética e recolocá-los nas falhas.

Quando procurar um dermatologista para tratar a alopecia androgenética?

Uma maneira de determinar qual é o momento certo para procurar um dermatologista é identificando os sinais da alopecia androgenética (calvície). Os principais sintomas que a pessoa pode observar são:

  • Cabelos ralos, principalmente após os 20 anos no caso dos homens e durante a menopausa no caso das mulheres;
  • Couro cabeludo mais proeminente, revelando áreas falhas na região frontal (conhecidas como “entradas”) e na região central do couro cabeludo nos homens, sendo que este último sintoma também é percebido nas mulheres.

A agilidade na busca por uma orientação especializada é determinante para o sucesso do tratamento para calvície (alopecia androgenética). Caso tenha restado alguma dúvida, entre em contato e agende uma consulta.

Fontes:

Clínica do dermatologista Dr. Daniel Stellin;

Sociedade Brasileira do Cabelo (SBC);

Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD);

Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional São Paulo (SBD-SP).

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.