Tratamento para Queda de Cabelo

Início » Tratamento para Queda de Cabelo

Tratamento para queda de cabelo

A saúde dos fios deve ser levada a sério, em especial, entre as pessoas que têm apresentado queda acentuada dos fios. É importante procurar aconselhamento junto a um dermatologista para que seja indicado o tratamento para queda de cabelo que melhor trará resultados.

Para a indicação do tratamento para queda de cabelo, o dermatologista poderá solicitar alguns exames, sendo eles a tricoscopia, que avalia os fios de forma individualizada; e o hemograma, que pode fornecer alguns importantes indícios e dosagem de algumas vitaminas — como, por exemplo, zinco, cobre, selênio e vitamina D —, que quando deficientes podem resultar na queda de cabelo.

É de extrema importância que o paciente não faça uso de receitas caseiras, nem tampouco use produtos indicados por alguém que já fez tratamento para queda de cabelo. Ambas situações podem resultar em piora no quadro. O mais correto é aconselhamento junto ao dermatologista para que seja identificado o que tem levado a queda dos fios.  Algumas doenças no couro cabeludo, e até mesmo doenças genéticas, resultam na situação.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), as causas mais comuns para a condição são:

  • Alopecia androgenética, a calvície;
  • Alopecia areata;
  • Eflúvio telógeno;
  • Disfunção hormonal;
  • Estresse;
  • Má alimentação.

A calvície, dentre todas as doenças mencionadas, é a mais complexa, uma vez que pode levar a perda total dos fios. Por mais que o paciente faça diversos tratamentos para queda de cabelo, se o diagnóstico for de alopecia androgenética, o tratamento deve ser específico para essa causa.

A doença tem alta prevalência na população brasileira. Estima-se que mais de 80% dos homens com mais de 80 anos tenham calvície. A situação atinge as mulheres também, entretanto a perda dos fios ocorre de forma difusa.

Por isso, o aconselhamento junto a um dermatologista e o correto diagnóstico é importante. Só assim o paciente terá a indicação do protocolo de tratamento da queda capilar que melhor o atenderá e evitará danos mais profundos. Um aspecto importante é prevenir a evolução da doença para que o afinamento dos fios e progressão do quadro não se torne irreversível.

Tratando a queda capilar

Casos mais simples de eflúvio podem ser tratados por medicamentos ministrados pela via oral ou pelo uso de produtos por via tópica. Quando não é identificada doenças no couro cabeludo e o hemograma aponta ligeira alteração, o uso de tônico capilar pode ajudar a cessar e a tratar a queda dos fios.

Nesse tratamento para queda capilar o paciente terá de aplicar o tônico duas vezes ao dia no couro cabeludo. Esse protocolo ajuda a aumentar a irrigação sanguínea no couro cabeludo e a fortalecer os fios existentes, evitando a queda dos mesmos.

Shampoos e loções específicas para o combate da queda de cabelo têm sido amplamente indicados pelos dermatologistas. Eles ajudam na diminuição da queda dos fios, além de colaborar na restauração da saúde deles.

Outro excelente tratamento para queda de cabelo é o uso de suplementos nutricionais exclusivamente aos fios. Outros medicamentos, esses de uso oral e específicos a determinadas causas, podem vir a ser indicados pelo dermatologista.

Mulher com queda de cabelo

Imagem: Shutterstock

Tratamentos para queda de cabelo com mesoterapia

A mesoterapia capilar é aliada dos pacientes que estão em tratamento para queda de cabelo. Ele se mostra muito eficaz no combate as alopecias não cicatriciais, ao eflúvio e tem como principal indicação o tratamento para alopecia androgenética, ajudando a melhorar o aspecto de fios finos e quebradiços.

O tratamento para queda de cabelo com mesoterapia consiste na aplicação de suplementos vitamínicos, finasterida, minoxidil e fatores de crescimento diretamente no couro cabeludo por meio de uma agulha fina. Ele é realizado em consultório por um dermatologista devidamente habilitado a exercer a profissão e seus resultados são bastante efetivos.

Outras situações que levam a queda dos fios

Não só as condições acima mencionadas resultam na queda dos fios. Cabelos submetidos de forma constante ao uso de agentes químicos costumam ter maior incidência no desenvolvimento de doenças capilares.

Para evitar que isso ocorra, é importante que a pessoa saiba a procedência dos produtos utilizados nos fios e tenha confiança no profissional que o atende. Não é incomum relatos de perda permanente dos fios após tinturas ou outras químicas utilizadas para o alisamento dos fios.

Esses foram apenas alguns dos possíveis tratamentos para queda de cabelo. É importante aconselhar-se junto a um dermatologista para ter a correta indicação. Caso ainda tenham restado dúvidas, entre em contato e agende uma consulta com o dermatologista Dr. Daniel Stellin.

CTA para uma entrevista com o Dr. Daniel Stellin

Fonte:

Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.