Uso de protetor solar mesmo no inverno

Início » Uso de protetor solar mesmo no inverno

Mulher passando protetor solar no inverno

Os dias nublados e frios fazem com que muitas pessoas deixem de lado o protetor solar no inverno. No entanto, os cuidados com a pele devem ser constantes ao longo de todo o ano para evitar os reflexos negativos na saúde e aparência da pele.

O uso de protetor solar no inverno é tão importante quanto no verão e é justamente a falta de uso durante essa época do ano que pode levar aos prejuízos estéticos que são tão prevenidos durante as demais estações. Vale lembrar que a proteção também é uma questão de saúde, uma vez que a exposição excessiva ao sol está associada ao desenvolvimento de tumores cutâneos.

Qual a importância de usar protetor solar no inverno?

O uso de protetor solar no inverno é extremamente necessário. Isso porque, embora nesta estação o sol apareça menos, a radiação solar continua agindo e afetando a pele — podendo causar problemas como melasma, envelhecimento cutâneo e câncer de pele.

O que ocorre é que durante o verão a incidência de raios ultravioletas do tipo A (UVA), tipo B (UVB) e tipo C (UVC) é mais intensa. No inverno, por sua vez, os raios do tipo A são predominantes, sendo os principais responsáveis por manchas e fotoenvelhecimento, com redução do colágeno e aumento da flacidez.

Portanto, ao usar o protetor solar no inverno, você está se protegendo da radiação solar — principalmente dos raios responsáveis pelo envelhecimento da pele e aparecimento de manchas.

Quais as vantagens do protetor solar?

O uso contínuo do protetor solar durante todo o ano apresenta uma série de benefícios às pessoas de diferentes idades e tipos de pele. As vantagens mais significativas incluem:

  • Proteção contra o câncer de pele: usar o protetor solar é uma das principais formas de minimizar as chances de desenvolver câncer de pele, uma doença que está diretamente relacionada à exposição à radiação solar ao longo dos anos;
  • Rejuvenescimento da pele: com a menor exposição à radiação solar, também se observa um menor envelhecimento da pele, mantendo o viço e luminosidade e prevenindo as rugas e marcas de expressão;
  • Hidratação da pele: o sol tende a ressecar a pele, de modo que o protetor solar no inverno evita essa exposição direta que pode agravar a desidratação, mas também deixar a pele descamativa e sujeita a infecções bacterianas e fúngicas, por exemplo;
  • Pele sem manchas: a exposição solar é uma das principais responsáveis pelo aparecimento de manchas na pele, mesmo durante o inverno. Dessa forma, o protetor solar age como uma barreira evitando esse dano à saúde e estética da pele.

Dessa forma, são diversos os motivos pelos quais vale a pena investir no uso do protetor solar no inverno, garantindo uma pele mais saudável e bonita.

Como usar o protetor solar?

Uma das principais dúvidas é como o protetor solar deve ser usado, independentemente da estação. A recomendação é de que o produto seja aplicado cerca de 30 minutos antes da exposição solar e reaplicado a cada duas ou três horas para manutenção dos efeitos protetores do produto.

Vale destacar que mesmo pessoas que ficam em casa devem usar o produto, pois a luz artificial — principalmente de telas como computadores, celulares e televisores — também é prejudicial à pele, podendo, mesmo que em menor proporção, causar quebra de fibras de colágeno e acelerar ao surgimento de manchas e flacidez.

Quais os cuidados essenciais à saúde da pele no inverno?

No inverno, além do uso do protetor solar, existem diversos outros cuidados que devem ser adotados para garantir menos danos dermatológicos, tais como:

  • Manter a hidratação do rosto e do corpo com a aplicação de hidratantes específicos para o seu tipo de pele, pois a redução da umidade do ar pode ressecar a pele;
  • Beber água em quantidade adequada ao seu peso, pois a hidratação também ocorre de dentro para fora;
  • Tomar cuidado com os produtos usados, evitando aqueles que removam demasiadamente a oleosidade natural da pele, favorecendo o ressecamento e oleosidade rebote;
  • Evitar banhos muito quentes, que favorecem o ressecamento da pele e que podem causar queimaduras e vermelhidão.

Somando-se o uso do protetor solar no inverno aos demais cuidados com a pele, é possível manter-se protegido durante a estação, com uma pele mais saudável e bonita. Para saber mais sobre os cuidados essenciais com a pele, agende uma consulta com um dermatologista.

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Deixe uma resposta