Cuidados antes e depois da harmonização facial

Início » Cuidados antes e depois da harmonização facial

Rosto de mulher na diagonal e com fundo branco

Os bons resultados apresentados quando são comparados o antes e depois da harmonização facial fazem com que esse tratamento estético seja cada vez mais procurado por pessoas com sinais amenos de envelhecimento facial ou que estejam incomodadas com alguma característica assimétrica do rosto.

Mas, antes de pensar nos resultados alcançados, é necessário atentar-se aos cuidados antes e depois da harmonização facial para entender se esse tratamento é o mais adequado aos seus objetivos. Saiba mais a seguir!

Como funciona a harmonização facial?

A satisfação com o antes e depois da harmonização facial deve-se a personalização desse tratamento às demandas individuais do paciente. São diferentes técnicas que podem ser usadas de acordo com a avaliação feita pelo dermatologista e os anseios do indivíduo, tais como:

  • Preenchimento facial com ácido hialurônico para tratar principalmente a perda de volume facial, contorno do rosto, sulcos como o bigode chinês, lábios finos ou mesmo olheiras;
  • Aplicação de toxina botulínica, que tem como objetivo amenizar as rugas dinâmicas e reduzir o impacto das linhas de expressão na estética facial;
  • Bioestimuladores de colágeno, que estimulam a produção adequada do colágeno para garantir uma pele mais firme e elástica;
  • Fios de sustentação que promovem um efeito lifting por melhorar a sustentação da pele e tecidos faciais, além de estimular a produção de colágeno no longo prazo.

Por serem técnicas minimamente invasivas, a harmonização facial é um tratamento consideravelmente simples, seguro e com baixa incidência de efeitos negativos que impactam na vida social e profissional dos pacientes nos dias posteriores à sua execução, além de possuir a vantagem de poder ser realizado no próprio consultório dermatológico.

Quando a harmonização facial é indicada?

A definição de quais serão as técnicas usadas no tratamento depende de uma avaliação individual, considerando as características faciais e incômodos do paciente, bem como sua idade e sinais apresentados. Em geral, o tratamento é recomendado em casos como:

  • Excesso rugas e linhas de expressão;
  • Sulcos faciais como o bigode chinês;
  • Desarmonia da estética nasal com o restante da face;
  • Perda de volume facial;
  • Excesso de flacidez.

Além de verificar se a técnica é a mais indicada para o seu caso, é importante conhecer antecipadamente quais são os cuidados antes e depois da harmonização facial.

Cuidados antes e depois da harmonização facial?

Em geral, a harmonização facial não exige nenhum cuidado específico antes da realização, mas o dermatologista deve ser avisado sobre condições de saúde que possam interferir nos resultados — como doenças autoimunes, diabetes, infecções cutâneas, psoríase e outras.

Caso o paciente esteja apto a realizar o tratamento, o médico poderá passar algumas indicações prévias, mas, em geral, nenhuma mudança de hábitos é necessária. A harmonização é realizada no consultório médico e dura cerca de 30 a 90 minutos.

Após o tratamento, o paciente já pode retomar as atividades diárias, embora um leve inchaço na face possa se manifestar. Entre os cuidados antes e depois da harmonização facial, destacam-se:

  • Evitar a exposição solar e usar um filtro solar recomendado pelo dermatologista;
  • Evitar o uso de maquiagens e dermocosméticos pesados nos primeiros dias;
  • Evitar que incida peso sobre a face ou a realização de massagens faciais;
  • Não realizar atividades extenuantes no dia do tratamento.

Tanto a vermelhidão como o inchaço resultantes do tratamento são leves e transitórios. Os hematomas são bem menos frequentes devido ao uso de cânulas que trazem extrema segurança e conforto ao procedimento.

Não é preciso fazer repouso e nem tomar uma medicação específica e é justamente essa facilidade do antes e depois da harmonização facial que faz com que o tratamento tenha uma alta procura.

Destaca-se que os procedimentos realizados na harmonização facial são temporários, podendo permanecer de 12 meses a 4 anos, dependendo da técnica realizada e dos produtos usados.

Verifica-se assim que o antes e depois da harmonização facial fazem desse tratamento uma das melhores opções para quem busca amenizar os sinais iniciais do envelhecimento facial.

Fontes:

Clínica de Dermatologia – Dr. Daniel Stellin;

Sociedade Brasileira de Dermatologistas (SBD)

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.