Como a Dermatologia Preventiva melhora a saúde da sua pele?

Início » Como a Dermatologia Preventiva melhora a saúde da sua pele?

dermatologia preventiva

A dermatologia é a especialidade médica voltada para o diagnóstico, prevenção e tratamento de condições clínicas relacionadas à pele e seus anexos – mucosas, unhas, pelos, cabelo e unhas. A pele maior órgão do corpo humano. Só para ter ideia, ela corresponde a 16% do peso corporal e um adulto pode ter em média 1,7 metros de pele. Entre outras funções, a pele cumpre o papel de proteger o corpo de agentes externos, regular a temperatura, defender o organismo de infecções e evitar a perda de líquidos. Daí a necessidade de cuidar bem dela.

Uma das maneiras de manter a pele bonita e saudável é apostar na dermatologia preventiva, até porque, é melhor evitar um problema cutâneo do que ter que resolvê-lo. E se o aparecimento de doenças na cútis for inevitável, o quanto antes elas forem diagnosticadas, maiores são as chances de sucesso no tratamento. Quer saber como a dermatologia preventiva pode melhorar a saúde da sua pele? Veja só o que ela pode fazer por você:

A dermatologia preventiva evita problemas comuns na pele

A dermatologia preventiva beneficia a beleza e saúde da pele de modo geral, pois uma pele sempre bem cuidada dificilmente sofrerá com problemas comuns, como desidratação, opacidade, aspereza, falta de elasticidade, vermelhidão e descamação. Por outro lado, quando o cuidado com a pele é negligenciado, ela fica vulnerável a infecções por fungos e bactérias, ressecamento e irritação.

Dermatologia preventiva antecipa o diagnóstico de doenças cutâneas

Um dos principais objetivos da dermatologia preventiva é evitar o aparecimento de doenças cutâneas, mas, paralelamente a isso, ela também permite o diagnóstico precoce quando a saúde da pele está ameaçada. Quem se consulta regularmente com o dermatologista pode identificar e tratar problemas como acne, alopecia areata, pintas, verrugas, celulite, cistos, dermatites, sarna, estrias, foliculite, fotosensibilidade, hemangioma, hiperidrose, tumores, melasma, micose, psoríase, rosácea, vitiligo, entre outros.

Esse tipo de dermatologia previne alterações estéticas na pele

Uma das subespecialidades da dermatologia é a cosmiatria, área voltada para a prevenção e tratamento de alterações estéticas na pele, incluindo irregularidades na textura e coloração da pele. Nesse sentido, a dermatologia clínica e preventiva pode contribuir exatamente na prevenção, diagnóstico e tratamento de problemas estéticos, como rugas, linhas de expressão, cravos, espinhas, flacidez, cicatrizes, rosácea, excesso de oleosidade, ressecamento, manchas, perda de volume na face, etc. Na consulta com o dermatologista, o médico estará atento a sinais, manchas e qualquer outro indicativo de anormalidades na pele.

Essa área da dermatologia impede procedimentos desnecessários

Na dermatologia preventiva é possível fazer exames modernos como a dermatoscopia digital. Esse teste é um exame preventivo do câncer de pele e sua precisão é de, aproximadamente, 97%. Através dele, o paciente pode ser preservado de remoções desnecessárias ou encaminhado para o tratamento cutâneo mais adequado.

Quer saber mais sobre dermatologia preventiva? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como fisiologista hormonal e dermatologista em São Paulo.

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.