Importância dos Tratamentos de combate as Linhas de Expressão

Início » Importância dos Tratamentos de combate as Linhas de Expressão

Mulher antes de realizar tratamentos para linhas de expressão

Tentar retardar os efeitos do envelhecimento é mais comum do que parece, tendo em vista a infinidade de tratamentos para linhas de expressão. Dermocosméticos, peelings, preenchimentos faciais, toxina botulínica e máscaras faciais estão entre os queridinhos na atualidade, mas é importante que sempre sejam feitos com a indicação de um dermatologista.

Essa recomendação deve-se ao fato de muitas pessoas tentarem cuidados caseiros ou utilizarem tratamentos para linhas de expressão indicados por amigos, o que pode causar um efeito indesejado.

O mesmo ocorre com a toxina botulínica e com o uso de preenchedores que, quando usados de forma errada, podem resultar em um efeito catastrófico.  Se está incomodado com as rugas que surgiram ao redor dos olhos, na testa e até mesmo ao redor dos lábios, a primeira dica é consultar-se com um dermatologista.

Esse profissional será capaz de fazer uma análise aprofundada da pele, identificar os fatores que estão causando essas marcas e posteriormente indicar os tratamentos para linhas de expressão que melhor trarão o resultado esperado.

Confira a seguir os protocolos comumente recomendados aos pacientes que querem tratar as linhas de expressão com eficiência.

Quais as causas das linhas de expressão?

Diversas situações resultam no aparecimento das linhas de expressão. As mais comuns são: o processo de envelhecimento natural da pele, expressões repetitivas como franzir a testa, o ato de sorrir e “espremer os olhos” e a exposição ao sol sem proteção.

Para impedir que as linhas apareçam é interessante que os tratamentos para linhas de expressão comecem desde cedo. O cuidado primordial é com a higienização correta da pele da face e uso diário do filtro solar — sendo necessário reaplicá-lo ao longo do dia, em especial nos dias de verão.

A alimentação correta também colabora para minimizar os efeitos do envelhecimento natural da pele, sendo aconselhado a cessação do tabagismo e a redução no consumo acentuado de bebidas alcoólicas.

Quais os tratamentos para linhas de expressão?

Os tratamentos para linhas de expressão podem ser divididos em preventivos e corretivos. A seguir conheça as técnicas preventivas mais recomendadas pelo dermatologista Dr. Daniel Stellin.

  • Cuidados diários: é importante que a rotina de cuidados diários seja adquirida desde cedo. Lavar o rosto com sabonetes específicos ao tipo de pele, usar hidratante e protetor solar colaboram nos cuidados preventivos das linhas de expressão.
  • Dermocosméticos: Na adolescência é que os primeiros problemas de pele costumam aparecer. Nessa fase contar com o aconselhamento de um dermatologista ajuda nos cuidados com a acne, por exemplo. É nesse período que os dermocosméticos passam a ser inseridos nas rotinas de cuidados com a pele da face;
  • Antissinais: após os 25 anos, em média, o organismo passa a produzir colágeno e elastina em menor quantidade, começando o processo de envelhecimento da pele. Nessa fase, os cremes antissinais devem ser inseridos como forma de tratamento das linhas de expressão, que já começam a surgir.

Tratamento das marcas de expressão mais acentuadas

Passados dos 30 anos, as marcas do tempo se mostram mais evidentes e os tratamentos das linhas de expressão com dermocosméticos já não surtem o efeito esperado. Nessa hora é necessário medidas mais efetivas para que seja restaurada a vitalidade da pele.

Entre os tratamentos para marcas de expressão mais indicados, destacam-se:

Como já mencionado, a indicação dos tratamentos para linhas de expressão deve vir de um dermatologista e após a avaliação minuciosa da saúde da pele. Esse é o profissional gabaritado a indicar e a realizar os procedimentos acima relacionados.

Na clínica do Dr. Stellin, o paciente encontra protocolos relativos aos tratamentos para linhas de expressão com peeling químico, preenchimento e toxina botulínica. Entre em contato e agende uma avaliação.

Fontes:

Clínica de dermatologia Dr. Daniel Stellin;

Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Postado por Dr. Daniel Stellin | CRM: 111.635

Dr. Daniel Stellin é um dermatologista graduado pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo e pós-graduado em Fisiologia Hormonal Aplicada. Detém os títulos de Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, Especialista em Infectologia pelo Hospital do Servidor Público Estadual e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.